A sentença de Bernard Madoff, que protagonizou a maior fraude de sempre, no valor de 50 mil milhões de dólares (37 mil milhões de euros), será lida em Junho, e o financeiro vai aguardar a leitura em prisão preventiva.

Recorde-se que Madoff recorreu da decisão do juiz que decretou a sua prisão preventiva, mas o Tribunal de Recurso de Nova Iorque recusou o seu pedido.

O gestor aplicou um esquema de Ponzi em que pagava aos investidores mais antigos com o dinheiro que lhe era entregue pelos novos investidores. Assumiu culpa nos 11 crimes de é acusado e incorre numa pena de prisão de 150 anos.