A empresa de telecomunicações nacional, está a ganhar 1,92% para os 7,97 euros. Isto, num dia em que é anunciado que o seu negócio de TV por Cabo elevou, para 800 milhões, o investimento na rede, ou seja, a mais 400 mil famílias.

Ainda o outro peso pesado, EDP, abriu estabilizada nos 2,52 euros, atingindo, assim, um novo máximo. A eléctrica nacional beneficia das notícias de sexta-feira, em que a Europa Press anunciou que a eléctrica nacional ia concorrer à aquisição de uma empresa espanhola de parques eólicos, a Desarollos Eólicos, um activo que os analistas avaliam entre 400 a 500 milhões de euros.

Em alta está também a Impresa que valoriza 1,20% para os 5,04 euros, favorecida por notícias positivas e que desde há cinco sessões consecutivas que vem a somar ganhos.

Ainda no sector dos media, temos a Media Capital, que dispara 1,24% para os 7,35 euros, uma vez que Miguel Pães do Amaral aumentou o seu capital da empresa para 17%.

Em linha recta está a Sonaecom nos 3,82 euros, tal como o BCP, que está nos 2,11 euros.

A única que abriu a cair foi o Banco Espírito Santo, que deslizou 0,82% para os 13,27 euros.

Na Europa, o terreno é misto, com o CAC a cair 0,05%, o DAX a derrapar 0,07%, mas já o IBEX a somar 0,15% e o FTSE a ganhar 0,77%.
Redação / BP