A boa notícia para os milhares de trabalhadores do Estado foi ontem publicada em Diário da República e no site do Governo.

O Governo diz que «é tradicional a deslocação de muitas pessoas para fora dos seus locais de residência no período natalício, tendo em vista a realização de reuniões familiares», razão pela qual decidiu permitir que os funcionários públicos não trabalhem nestes dois dias, tendo assim direito a dois fins-de-semana prolongados seguidos. O Executivo justifica-se dizendo que esta tem sido, de resto, «a prática seguida ao longo dos anos».

O despacho, assinado pelo primeiro-ministro, Pedro Santana Lopes, autoriza a «concessão da tolerância de ponto aos funcionários e agentes do Estado, dos institutos públicos e dos serviços desconcentrados da administração central nos próximos dias 24 e 31 de Dezembro».
Paula Martins