Uma notícia que não surpreendeu o antigo chefe da comissão oficial de acompanhamento da doença de Creutzfeld Jacob em seres humanos, dado o número de vacas infectadas.

Trata-se do primeiro caso de versão humana da BSE no nosso país, que afecta um rapaz, que está a ser acompanhado em casa dos pais.

Contactado hoje pela «Rádio Renascença», Cortês Pimentel diz que, dado o grau de incidência da «doença das Vacas Loucas», em Portugal e noutros países, era praticamente inevitável o aparecimento da doença em seres humanos.

Mas o que é esta doença? «É uma doença relacionada com a BSE, há quem lhe chame a BSE humana, e atinge frequentemente doentes novos, na segunda ou terceira década de vida», explica o neurologista. Pode estar relacionado com hábitos alimentares, «fast food», etc, e começa habitualmente com sintomas psiquiátricos, o que torna difícil o diagnóstico. Só após alguns meses, surgem sintomas neurológicos, que, depois de descartadas várias outras patologias, indiciam a Creutzfeld Jacob».



Cortês Pimentel foi durante vários anos responsável por uma comissão oficial de acompanhamento desta doença nos seres humanos, comissão que abandonou alegando falta de condições e que veio a ser extinta pelo anterior Governo.



O neurologista não vê, no entanto, necessidade de reactivar a estrutura, pois considera que os médicos estão já alertados para o que fazer nestes casos.



A nova variante de Creutzfeld Jacob não tem cura e tem feito dezenas de vítimas em vários pontos do mundo, com destaque para o Reino Unido, o país que liderou a crise da BSE.