Pelo menos 18 pessoas foram detidas durante uma operação policial que desmantelou um grupo suspeito de fornecer mais de 1500 armas de fogo em vários países, como Portugal, Áustria, Dinamarca, Alemanha e Países Baixos, indicou esta quarta-feira a Europol.

Em comunicado, a agência de coordenação policial Europol avança que uma “investigação complexa” das autoridades holandesas, checas e eslovacas conseguiriam chegar a um grupo de traficantes de armas e deter 18 pessoas em diferentes países europeus.

Segundo a Europol, foram detidos dois membros desse gangue de tráfico de armas na Eslováquia, dois nos Países Baixos e outros dois na República Checa, sendo considerados suspeitos de "alto valor".

O grupo era especializado em converter as conhecidas pistolas ‘Flobert’, desenhadas para uso recreativo, em armas de fogo letais, refere a Europol, frisando que as autoridades europeias acreditam que este grupo forneceu mais de 1.500 armas a vários grupos criminosos nos Países Baixos, Áustria, Dinamarca, Alemanha, Portugal, Suécia e República Checa.

A investigação começou após a apreensão de 22 armas de fogo, em fevereiro de 2020, dentro de um veículo de transporte que se dirigia ao Reino Unido a partir do porto de Hoek van Holland, que pertence ao complexo portuário de Roterdão.

Agência Lusa / JGR