O ministro da Economia português disse à TSF não saber se «a redução de custos por parte da Embraer poderá ter efeitos nos projectos previstos para o Alentejo».

Já o presidente da câmara de Évora, José Ernesto Oliveira, disse «não ter qualquer indicação de que os cortes vão afectar o que está programado para Portugal», acrescentando que tem «mantido contacto com responsáveis da empresa», sendo que nada lhe foi comunicado.

Embraer vai despedir 4 mil trabalhadores

Recorde-se que a empresa de aeronáutica brasileira Embraer anunciou que vai reduzir em 20 por cento dos seus efectivos, o que corresponde a mais de 4 mil trabalhadores, devido «à crise sem precedentes que afecta a economia mundial».

A companhia que actualmente emprega 21.362 trabalhadores, tem prevista a construção de duas fábricas em Évora, uma de estruturas metálicas para a produção de aeronaves e outra para materiais compósitos, mais leves e mais resistentes, cuja construção deverá arrancar até ao Verão deste ano.



Os contratos de investimento com a Embraer, aprovados pelo Governo Português em Setembro de 2008, estão avaliados em 170 milhões de euros e projectam a criação de 570 postos de trabalho.
Redação / CPS