O programa Nova Oportunidades está prestes a tornar-se num modelo de referência europeu. Espanha e Itália estão interessadas em «importar» o modelo português que conta com inúmeras inscrições desde a sua génese em 2005, adiantou esta quinta-feira a Ministra da Educação Isabel Alçada.

Na celebração de protocolos com nove empresas, entre as quais a Delta e a Impresa, o presidente da Agência Nacional para a Qualificação, Luís Capucha, sublinhou os 77 protocolos já assinados com várias empresas portuguesas.

«Os bons negócios são bons quando as oportunidades são boas para as duas partes. Isto mostra que o capital humano é cada vez mais importante, e , por sua vez, as empresas podem contar com o benefício efectivo da sua missão social e económica», afirmou o responsável.

O Secretário de Estado do Emprego e da Formação Profissional, Valter Lemos, defendeu que o programa do Governo é a maior operação de educação e formação de toda a História de Portugal. «Esta é uma profunda revolução no sector e neste momento há mais de um milhão de inscritos nas Novas Oportunidades.É o melhor que podemos fazer pelo país», garantiu.
Diana Catarino