[artigo atualizado às 18h45]

O FC Porto oficializou, esta quarta-feira, a renovação do contrato de Pepe até 2023.

Depois de nos ecrãs gigantes do Estádio do Dragão já constar a informação da boa nova dada aos adeptos portistas, o presidente dos dragões, Jorge Nuno Pinto da Costa, e o internacional português pisaram o relvado e falaram sobre a prolongação do vínculo junto aos troféus conquistados pelo jogador.

«Foi a primeira de muitas renovações que queremos fazer no FC Porto. Fizemos questão de começar pelo Pepe não só por ser o capitão, mas pelo homem de H muito grande que ele é. Vive o FC Porto como muitos que aqui nasceram e não conseguem chegar a esse ponto tão alta. É uma homenagem e por isso fizemos questão de ter aqui os troféus que ele ajudou a ganhar durante os anos no clube. Temos ainda mais espaço para os que ele ainda vai ganhar connosco. (...) O Pepe foi um dos pilares da dobradinha. O Pepe representa bem o símbolo e o valor que o FC Porto pretendem que quem o serve represente. Pepe, não me esqueço que regressaste por paixão. Tive na mão os contratos que te eram oferecidos por clubes do topo mundial, mas disseste sempre que esta era a tua opção. Hoje retribuo-te e digo que é o Pepe que queremos. Tive um prazer enorme em renovar contigo. Se calhar ainda voltamos aqui», começou por dizer o dirigente portista. 

Sob olhar atento da família, do empresário Jorge Mendes e de Sérgio Conceição, o defesa revelou a conversa que precisamente com o treinador quando decidiu voltar ao Dragão. 

«Desde o primeiro soube o que é ser portista e representar um clube desta dimensão a nível mundial. Agradeço ao presidente, a toda a direção, aos meus treinadores e ao mister Sérgio Conceição. Ele faz com que toda a gente seja muito competitiva e que eu possa competir apesar de ter 38 anos. Quando cheguei ao FC Porto, uma das conversas que tive com o mister foi que queria uma oportunidade de poder competir e de lutar por um lugar. Ele disse-me que se trabalhasse e fizesse o que a equipa pedia que era mais um para ajudar. Estou aqui mais dois anos para ajudar o clube, para colocar o meu grão de areia e ajudar os meus companheiros e que no final possamos festejar títulos», referiu.

Pepe vai assim jogar no FC Porto até aos 40 anos, ele que vestiu e azul e branco de 2004 e 2007, tendo regressado ao clube em janeiro de 2019.

(em atualização)

Vítor Maia / Estádio do Dragão, Porto