Óliver Torres juntou-se a Sérgio Conceição para antever a receção ao Schalke, na partida da 5.ª jornada do grupo D que pode valer a qualificação para os oitavos de final da Liga dos Campeões a uma das equipas ou até a ambas.

O médio espanhol começou por qualificar o vice-campeão alemão como um «rival difícil de vencer» e salientou o facto de o adversário ter a defesa menos batida da Liga dos Campeões.

«Olhamos para o Schalke como um rival difícil, muito forte. Para nós, é o jogo mais importante porque é amanhã. Eles estão em 14.º no campeonato alemão, mas na Liga dos Campeões só sofreram um golo... É uma grande equipa, demonstrou-o no ano passado e está a fazer o mesmo este ano. É um rival difícil. Teremos de dar o nosso melhor para conseguirmos vencer», afirmou Óliver na conferência de imprensa desta tarde no Dragão, acrescentando: «Temos a oportunidade de nos qualificarmos já amanhã, mas temos noção da dificuldade que temos pela frente. Se fizermos o que há para fazer, conseguiremos a vitória.»

Perguntado pelo Maisfutebol sobre se o Schalke, segundo classificado, com oito pontos (menos dois do que o FC Porto), é um adversário mais complicado do grupo, Óliver respondeu que «cada jogo é diferente».

«Amanhã vai ser um jogo muito difícil. Tal como foi contra o Galatasaray aqui em casa. Contra o Lokomotiv vencemos por 1-3 e 4-1 mas foram jogos que se decidiram nos detalhes», concluiu o médio portista.

Sérgio Pires / Estádio do Dragão, FC Porto