Sérgio Conceição esteve na sala de imprensa dos Arcos a explicar o 1-0 conquistado na casa do Rio Ave e foi questionado sobre outros temas. A conversa com Danilo no final da partida, ainda no relvado, não passou ao lado:

«O que falámos? Quando os nossos alas estavam mais largos, era importante que os médios saíssem sobre a pressão. Disse-lhe que a nossa zona média baixou muito e permitiu cruzamentos para a área na fase final. O Danilo é capitão. Estão á espera de mais um raspanete? (risos) O Danilo conhece-me bem e sabe o que quero para o jogo.»   

[sobre a evolução do jogo]

«Entrámos bem, a criar ocasiões de golo claras. Chegámos ao golo e a margem mínima ao intervalo era curta. Não me lembro de chegadas do Rio Ave à nossa baliza. No segundo tempo queríamos fazer o segundo golo, mas o Rio Ave mexeu, jogou com dois avançados perigosos, teve mais largura. Ajustámos com a entrada do Mbemba. Queria que o Danilo e Uribe fossem os médios interiores. Tinham de ser eles a acompanhar os laterais do Rio Ave. Ainda tivemos um livre do Alex e um remate do Zé Luís, com o Rio Ave a ter mais posse, mas sem criar perigo.»

[sobre a aposta em Nakajima]

«Queria ter jogadores como o Otávio e Nakajima mais por dentro, a acelerar nas costas do Tarantini e Filipe Augusto. Nakajima faz isso muito bem.»

[sobre a segunda parte de menos qualidade]

«Depende de como as pessoas querem ver o jogo. Nós queríamos ganhar o jogo, sabendo que havia um adversário difícil e de qualidade. Não sofremos golos em cinco dos sete jogos do campeonato. Há bons treinadores e boas equipas no campeonato. Vão dificultar a vida aos candidatos ao título.»

[sobre a lesão de Corona]

«O Corona tem apresentado alguns problemas, mas só amanhã faremos uma avaliação.


 

Pedro Jorge da Cunha / Estádio dos Arcos, Vila do Conde