Sérgio Conceição não quis falar sobre o afastamento de Marchesín, Saravia, Uribe e Díaz do jogo no Bessa. O treinador do FC Porto optou por elogiar à Sport TV a resposta dada pela equipa no Bessa, nomeadamente a dos jogadores normalmente menos utilizados:

«Gostei da resposta. Os jogadores trabalharam muito. Este jogo é sempre difícil, o Boavista joga de forma direta. Este dérbi é histórico e o Boavista só tinha perdido em Setúbal. Fizemos um bom jogo, controlámos e podíamos ter matado o jogo mais cedo. Estávamos preparados para as saídas rápidas do Boavista e para o jogo direto deles. Anulámos esses dois pontos e fizemos um jogo maduro.»

[sobre as novas apostas]

«Tenho um plantel que me dá garantias. Conto muito com toda a gente e já provei isso. Tenham 17 ou 35 anos, para mim é igual. O que conta é o que fazem no dia a dia. Confiança total.»

«Nós sabemos o grupo que temos. Não é só um jogo que me vai fazer mudar de ideias sobre um jogador. O Loum deu uma excelente resposta, o Fábio Silva tem 17 anos e bateu-se como um homem, o Diogo Costa mostrou tranquilidade enorme.»

[sobre o afastamento do quarteto sul-americano]

«Só falo dos jogadores que estiveram aqui hoje. Não é o momento ideal.