José Peseiro assume o lugar que era de Julen Lopetegui, mas quer pouco de herança do anterior treinador portista.
 
«Venho com as minhas ideias, não vou agarrar nas ideias do treinador anterior. Não sou ele. Independentemente do valor que tem, a forma de trabalhar e de ver o jogo são diferentes e a diferença tem de se aceitar. Não vou tentar refugiar-me em coisas que não são minhas», afirmou o técnico na apresentação.
 
«Queremos mudar porque temos outra ideia. Fui contratado para isto. Penso que tenho jogadores entusiasmados, com uma grande disponibilidade para cumprir o que queremos, não marionetas, mas jogadores afirmativos, que tenham uma ideia».
 
«Sei da exigência e o mais importante é adaptar-me ao FC Porto. Não será difícil porque eu quero vencer e o FC Porto quer vencer». E lembra: «A maior parte dos treinadores portugueses não tinha ganho nada até chegar ao Porto. Ganharam pela sua competência, mas também porque encontraram um contexto muito favorável para vencer».
Sara Marques