Depois de uma goleada humilhante, a presença de Sérgio Conceição em frente aos jornalistas seria sempre... desconfortável. Havia muitas questões a colocar, mas apenas cinco foram permitidas. 

O Maisfutebol gostaria de ter perguntado, por exemplo, quais as diferenças entre o Liverpool em relação ao Chelsea e ao City, equipas que defrontaram e tiveram problemas contra o FC Porto. E, já agora, uma explicação para as três derrotas mais pesadas em casa, para a Liga dos Campeões/Taça dos Campeões Europeus, terem sido as sofridas frente ao Liverpool. 

O treinador preferiu lembrar as baixas na equipa e recordar que este mesmo Liverpool, a 'besta negra' do dragão, ainda há pouco passou por algo parecido. 

«O Liverpool, sem alguns jogadores importantes, perdeu contra o Aston Villa por 7-2. Há situações em que controlamos tudo e outras que não controlamos. Não há nada a fazer, a não ser agora contra o Paços.»

Ainda se perguntou se Sérgio mudaria alguma coisa na abordagem que teve para o jogo, mas também aí não houve um esclarecimento concludente.

«Há a estratégia para o jogo, a preparação, e aí o único responsável por não conseguirmos ter um resultado positivo no último jogo da Champions sou eu. Se calhar, muitos outros em quatro anos de Champions que estamos a fazer, têm sempre enaltecido essa boa campanha que fizemos. Ainda recentemente ganhámos ao Chelsea, campeão da Europa, empatámos com o City, ganhámos à Juventus, e agora parece que caiu o Carmo e a Trindade. E eu acho bem e gosto disso porque o FC Porto é uma equipa habituada a ganhar», continuou Sérgio Conceição.

Pedro Jorge da Cunha / no Centro de Treinos do Olival, V. N. Gaia