Sérgio Conceição admitiu nesta quinta-feira que deve fazer algumas mudanças no onze no jogo frente ao Sintrense, da terceira eliminatória da Taça de Portugal.

Ainda assim, o técnico garante que isso não está relacionado com o jogo da Liga dos Campeões, com o Milan, na terça-feira, mas sim com o facto de não ter contado com vários internacionais na preparação para a partida.

«Não damos nada aos jogadores. Eles têm de conquistar os minutos que jogam. Acho que está melhor preparado para jogar quem esteve mais tempo a preparar este jogo», começou por dizer, antes de analisar o adversário desta sexta-feira (18h45).

«A Taça é uma competição que eu e o clube valorizamos muito. É a segunda competição mais importante a nível interno e temos condições de fazer o que já fizemos. Já chegámos duas vezes à final da Taça, ganhámos uma vez e perdemos outra. Temos responsabilidade de ganhar este jogo frente a uma equipa que ainda não perdeu no campeonato. O Sintrense começou a jogar de uma forma e depois do primeiro jogo alterou para 3-5-2 e tem jogado maioritariamente assim. Durante um ou outro jogo, mudou essa forma de jogar e utilizou o 3-4-3. Estudámos o adversário da mesma que estudamos as equipas do campeonato ou da Liga dos Campeões», acrescentou. 

O encontro entre Sintrense e FC Porto joga-se, esta sexta-feira, às 18h45, em Massamá. 

Vítor Maia / Centro de Treinos do Olival