O treinador do Felgueiras, Nuno Andrade, em declarações na conferência de imprensa após a derrota frente ao Tondela (1-0), em jogo da terceira eliminatória da Taça de Portugal:

[Resultado]

«Estávamos a pensar no prolongamento. Sentíamos a equipa estável e a fazer o pretendido. É uma facada no nosso empenho, entrega e trabalho, mas é o futebol. São estas cosias que fazem a diferença.»

[Equipa mais recuada na primeira parte]

«Não preparámos a equipa para jogar de forma tão baixa, falhámos em algumas coisas, nomeadamente, subir as linhas e pressionar numa zona mais média alta. Mas corrigimos isso na segunda parte. O Tondela tem jogadores com muita qualidade e um jogo muito dinâmico e móvel, não foi nossa intenção baixar.»

[Dificuldades]

«Preparamos o jogo para vencer, mas sabíamos que o Tondela podia criar dificuldades e estávamos conscientes de que podíamos passar mais tempo sem bola do que acontece nos jogos do nosso campeonato. Temos uma equipa jovem, que nem sempre gere bem esses ritmos, mas faz parte do crescimento.»

[Roda com os jogadores no fim do jogo]

«Foi para dar uma palavra de conforto, porque não é fácil perder uma eliminatória desta forma e deixámos algumas palavras aos jogadores pelo empenho e dedicação no jogo. Porque, tendo em conta a nossa faixa etária, pelo que fizemos e temos vindo a fazer, estamos a crescer e os clubes de cima vão olhar para nós com outros olhos. Há que continuar neste caminho porque agora os olhos vão estar centrados em nós e podemos tirar proveito disso.»

André Cruz / Estádio Dr. Machado de Matos