O Ministério das Finanças alertou esta sexta-feira os contribuintes que estão a ser enviadas mensagens fraudulentas por correio electrónico em nome da Direcção Geral dos Impostos (DGCI), com o objectivo de permitir a instalação de software malicioso nos computadores.

Em comunicado, o ministério tutelado por Vítor Gaspar explica que alguns utilizadores do portal das Finanças têm recebido uma mensagem fraudulenta em nome da DGCI, com um texto falso, com o objectivo de instalar software malicioso no computador de quem recebeu o correio electrónico.

As Finanças alertam que «esta mensagem é falsa» e que os autores destas fraudes «podem tentar obter informações sensíveis ou comprometer em termos de segurança o computador de quem a receber».

Se o utilizador executar o «link» (ligação) que consta na mensagem o software é instalado. «Embora aparentemente o link esteja apontado para o site portal das Finanças, a ligação é efectuada para outro domínio».

As Finanças recomendam aos utilizadores que receberem a mensagem que a apaguem de imediato, sublinhando que o assunto está a ser investigado pelas entidades competentes.

Todas as mensagens de correio eletrónico enviadas pela DCGI aos contribuintes «identificam sempre o nome completo e o número de identificação fiscal dos destinatários», sublinham as Finanças, recordando que apenas recebem mensagens os contribuintes que tenham senha de acesso ao portal e que tenham autorizado o envio das mesmas pela Internet.

Além disso, acrescenta o comunicado, «todas as caixas de correio da DGCI têm o formato xxxxxx@dgci.min-financas.pt».
Redação / RL