O traficante de droga mexicano Joaquín Guzmán Loera, com uma fortuna de mil milhões de dólares, entrou este ano para a lista dos mais ricos do planeta da revista norte-americana Forbes.

Joaquín Guzmán Loera, líder do cartel de Sinaloa, «é um dos maiores traficantes de cocaína dos Estados Unidos», afirmou a coordenadora do estudo, Luísa Kroll, que durante a apresentação sublinhou ainda que as autoridades dos EUA oferecem cinco milhões de dólares de recompensa pelo narcotraficante, cuja «situação financeira é bastante boa».

Bill Gates volta a liderar lista

Conhecido como «El Chapo» Guzmán, o traficante mexicano é um dos 38 novos rostos a figurar nesta selecta lista, em que estão representados mais de cinquenta países e que, para ser seleccionado, cada um dos magnatas tem de ter pelo menos mil milhões de dólares.

A lista dos multimilionários de 2009 é composta por 793 empresários, sendo que no ano passado a lista tinha 1.125 nomes.

Segundo a revista Forbes, Bill Gates, fundador da Microsoft, voltou a ser o homem mais rico do mundo, com uma fortuna de 40 mil milhões de dólares (31.2 mil milhões de euros), apesar da crise económica global que reduziu o número de milionários do planeta.