David Chesnoff vai defender o jogador no caso da alegada violação de uma norte-americana, em 2009