Na corrida às autárquicas, os candidatos puxam pela imaginação e, um pouco por todo o país, há cartazes cada vez menos convencionais.