Infarmed quer incentivar os utentes a participarem as reações adversas que sintam aos medicamentos, um comportamento que tem vindo a aumentar, mas que ainda é muito reduzido em Portugal