A história chega dos Estados Unidos: como nenhum doente diagnosticado com o novo coronavírus pode receber visitas no hospital, uma enfermeira deixou que as três filhas de Don Adair ficassem ao telefone com o pai durante as últimas horas de vida