Foram milhares os fãs que acompanharam o cortejo fúnebre de Diego Armando Maradona, até ao cemitério onde iria ser sepultado. Um dia que foi marcado por muitas lágrimas, dor, afetos, mas também por fortes momentos de tensão entre civis e polícia. Maradona, para muitos o maior futebolista de todos os tempos, foi esta quinta-feira homenageado e sepultado em Buenos Aires. O corpo do craque argentino foi transportado para um cemitério privado, onde foi sepultado junto dos seus pais Diego Maradona e Dalma Salvadora Franco, que faleceram em 2015 e 2011, respetivamente. Maradona morreu na quarta-feira, aos 60 anos, vítima de uma paragem cardíaca. A sua carreira de futebolista, de 1976 a 1997, ficou marcada pela conquista, pela Argentina, do Mundial de 1986, no México, e os dois títulos italianos e a Taça UEFA vencidos ao serviço dos italianos do Nápoles.