Edifício desocupado onde estava aparentemente sediada a Groundlink e a empresa de trabalho temporário Crewlink Portugal. As cartas que os tripulantes da Ryanair enviaram para rescindir por justa causa com a Crewlink Portugal foram devolvidas, ao contrário do que sucedeu na Irlanda