Depois de terem oferecido um cinto de ligas ao ministro da Economia, como forma de protesto, as trabalhadoras da fábrica da antiga Triumph, em Loures, concentraram-se esta segunda-feira junto ao Palácio de Belém, em Lisboa, para pedir a intervenção do Presidente da República no seu caso. Mais uma tentativa de fazer pressão. As trabalhadoras da fábrica da antiga Triumph têm estado desde o dia 5 de janeiro, em vigília à porta da empresa, depois de terem tomado conhecimento de que a administração tinha iniciado um processo de insolvência. Governo disse na semana passada que está "a acompanhar" a situação "há bastante tempo".