Siemens anunciou que vai cortar cerca de 7.000 postos de trabalho, metade dos quais na Alemanha