Bindu Ammini, de 42 anos, e Kanaka Durga, de 44, entraram no templo de Sabarimala, em Pathanamthitta, no estado indiano de Kerala, na sequência de uma decisão do Supremo Tribunal. Os protestos dos tradicionalistas hindus têm causado confrontos e destruição em várias cidades