A Lagoa Aculeo, em Paine, no Chile, secou completamente pela primeira vez em 2.000 anos. Agora, nos cerca de 12 quilómetros quadrados onde outrora havia água, resta apenas devastação e animais mortos, como documentam estas imagens da Reuters. Os investigadores da Universidade do Chile relacionam o desaparecimento da água com a expansão urbana, a intensificação da exploração agrícola e o fenómeno das alterações climáticas