O campo de Dadaab abriga mais de 300.000 refugiados na fronteira com a Somália. O governo do Quénia já anunciou que não vai acolher mais refugiados no país e que vai encerrar todos os campos no território. A decisão põe em risco mais de 600 mil pessoas