Restaurantes a fechar às 22:30 e uma redução drástica de carros na estrada marcaram a segunda noite do Porto desde a entrada do país em estado de emergência, um novo normal que apenas os sem-abrigo isenta