Os protestos pela morte de George Floyd, um afro-americano que morreu às mãos da polícia durante uma detenção, estenderam-se à Holanda, França e Espanha. Em Amesterdão, Paris e Barcelona, os manifestantes ergueram cartazes contra a violência policial e contra o racismo.