Um grupo de mulheres reuniu-se em frente ao palácio presidencial, em Cabul, exigindo direitos perante o domínio dos talibãs.