As “doenças de inverno” que habitualmente lotam os serviços dos hospitais ainda não chegaram, mas no Centro Hospitalar Universitário de São João há alas esgotadas devido à “pressão” da covid-19, algo que os especialistas veem com “muita preocupação”.