A chanceler alemã visitou o campo de concentração de Auschwitz-Birkenau, na Polónia, pela primeira vez desde que está no cargo. Quis fazê-lo como "sinal de reconciliação" com Israel