Depois de um domingo de confrontos violentos entre polícia e manifestantes em Hong Kong, os estudantes universitários decidiram fazer boicote às aulas e juntaram-se aos protestos pró-democracia. Está ainda agendada uma greve geral para segunda e terça-feira. A polícia antimotim já se posicionou em várias estações de metro, depois dos manifestantes terem bloqueado as portas em várias carruagens, causando atrasos significativos em toda a rede. Desde junho, já foram detidas quase 900 pessoas