João Abreu, presidente da Autoridade da Aviação Civil de Moçambique, mostra três partes de destroços que podem pertencer ao voo MH370 da Malaysia Airlines, desaparecido desde 8 de março de 2014. Partes do avião foram encontradas em Xai Xai, província de Gaza, sul do país, e na província de Inhambane, norte de Moçambique.