Israel e o Hamas iniciaram esta madrugada um cessar-fogo intermediado pelo Egito, por volta das 02:00 da manhã (00:00 em Lisboa), depois de onze longos dias marcados por fortes bombardeamentos, que fizeram mais de 244 mortos e deixaram um rasto de destruição. Na faixa de Gaza, o povo palestiniano saiu à rua para festejar aquilo que consideram ter sido uma derrota para o primeiro-ministro israelita, Benjamin Netanyahu, e "uma vitória para o povo palestiniano".