O papa Francisco considerou uma “vergonha” que a atual geração “deixe aos jovens um mundo fraturado por divisões e guerras”. Na oração da celebração da Via Sacra de Sexta-feira Santa, em frente do Coliseu de Roma, o papa, assistiu à cerimónia em profundo recolhimento após o que se dirigiu a Jesus: “O nosso olhar está dirigido a ti, cheio de vergonha, arrependimento e esperança”, afirmou perante centenas de fieis que o escutavam também em recolhimento. "Vergonha porque as nossas gerações estão a deixar aos jovens um mundo fraturado por divisões e guerras, um mundo consumido pelo egoísmo onde os jovens, os fracos, os doentes e os idosos são marginalizados”, afirmou.