Madrid determinou a ilegalidade do ato, proibindo-o, mas catalães não desistiram de votar