Protestos assinalam o primeiro aniversário do referendo de autodeterminação ilegalizado