Vinte e cinco futebolistas amputados decidiram formar uma equipa no Egito e agora sonham com a criação de um campeonato próprio para jogadores com este tipo de deficiência