Nikolas Cruz confessou-se esta quarta-feira culpado da morte de 17 estudantes num liceu de Parkland, na Florida.