Terça-feira difícil para o Executivo francês, com milhares de manifestantes espalhados pelo país, protestando contra as alterações à lei laboral. François Hollande, contudo, não desarma: "Prefiro que guardem de mim a imagem de um Presidente que fez reformas do que a de um Presidente que não fez nada". O projeto pretende trazer uma maior flexibilização das leis do trabalho e facilitar os despedimentos.