Marcharam pela cidade até à sede da CPLP