Murtaza Ahmadi, menino afegão agora com sete anos, é perseguido no seu país pelos talibãs e apela ao craque argentino para o ajudar a sair do país. Tudo começou quando fez uma camisola de Lionel Messi com um simples saco de plástico