Fadista resolveu dizer adeus aos palcos. No último concerto, foi condecorado pelo primeiro-ministro e recebeu as chaves da cidade de Lisboa.