Um passageiro de um voo da TAP fez insuflar a manga de emergência enquanto o avião estava estacionado a aguardar pela partida no aeroporto de Lisboa, no sábado, que acabou por não acontecer.