No debate quinzenal, Passos Coelho atacou o projeto orçamental entregue pelo Governo a Bruxelas. Primeiro-ministro contra-atacou