Rebelião com caixotes e colchões a arder ocorreu na ala B, onde estão 190 reclusos. Grupo de Intervenção chegou a ser chamado. Direção Geral das prisões assegura que situação já está normalizada. Familiares dos reclusos juntaram-se à porta do EPL