Desde quarta-feira que os incêndios não dão descanso aos bombeiros. Há registo de, pelo menos, 48 pessoas feridas