Ativistas de cinco organizações preocupadas com o futuro do planeta foram à principal artéria comercial do Porto para “fazer soar o alarme” quanto ao aquecimento global e lembrar que todos podem contribuir para o limitar.